2 de maio de 2011

O mundo é uma eterna punhetagem num banheiro sujo. Mesmo reconhecendo toda a merda que há ao redor, tentamos fechar os olhos e encontrar prazer e beleza em algum lugar perdido dentro de nós. O problema está no fato de que não é possível passar uma vida inteira de olhos fechados. No fim, descobrimos toda a ilusão por trás das descobertas e o mundo ainda é feio e fede a mijo.

Um comentário:

Valentina disse...

seus escritos são ótimos